Home Nossos Produtos De Família para Família Artigos e Receitas Onde Encontrar Televendas e Contato
   
 
  A Família Pamalani
 
  Princípios
 
  Nossos Produtos

A Comida do Scooby-Doo

Publicado 30/11/2009 - Artigos


A revista Plenty, publicação norte-americana especializada em meio-ambiente e qualidade de vida, na sua edição de dezembro de 2005, perguntou a alguns ambientalistas o que lhes deixava acordados durante a noite ao pensarem no futuro de nosso planeta. Entre as várias respostas, me chamaram a atenção os comentários de Deborah Koons Garcia, escritora e produtora, que afirma que o destino da produção de alimentos será decidido nos próximos anos.


Nesta competição, Deborah, que é diretora do filme “The Future of Food”, coloca a agricultura industrial, com grandes corporações multinacionais patenteando plantas, dominando a comercialização de sementes e promovendo a utilização de alimentos altamente processados, com poucos benefícios para a saúde da população de um lado da questão. E do outro, os alimentos orgânicos, que é o segmento que mais cresce na indústria alimentícia atualmente.

Particularmente, posso dizer que não há comparação entre comprar alimentos frescos numa boa feira livre ou mercadão, e comprar alimentos processados – a primeira opção é, no mínimo, muito mais “prazerosa”. Você está ali, escolhendo, buscando produtos da melhor qualidade para serem degustados juntamente com seus familiares, amigos, ou a sós, pelo simples prazer de saborear o que a vida tem de melhor, em sua forma original.

Mas a questão que Deborah muito bem coloca no final de seu artigo é: conseguirão as pessoas traduzir esta volta à alimentação saudável em ações políticas? Ela acredita que somente dessa forma conseguiremos sustentar essa tendência. Isso me fez pensar em como isso seria possível - e tenha certeza que ideias nesse sentido são muito bem-vindas -, até porque não tenho nada contra as grandes corporações produtoras de alimentos, pelo contrário, gostaria que elas tomassem partido nesta luta, buscando a utilização de alimentos menos processados, sem aditivos químicos e, consequentemente, mais naturais. Mas como fazer isso?

Ainda estamos longe de alcançar os resultados desejados, mas me animo ao ver algumas iniciativas, principalmente quando se trata de ajudar crianças. No jornal USA Today, Nanci Hellmich escreveu um artigo sobre os esforços que o Institute of Medicine (IOM) está promovendo junto ao Congresso daquele país. O IOM defende que personagens populares, como Bob Esponja, Scooby-Doo, entre outros, sejam utilizados apenas em alimentos saudáveis. Empresas deveriam oferecer e promover alimentos e bebidas para crianças, que tivessem menos calorias, gorduras, sal e açúcar, e fossem ricos em nutrientes. Essa iniciativa, segundo o instituto, tem que ser adotada com urgência, pois cerca de 31% das crianças nos Estados Unidos estão obesas, com risco de desenvolverem problemas como o diabetes e colesterol alto.

Por aqui, o assunto não é completamente novo. Em novembro de 2002, o Dr. Moacir Roberto Darolt, publicava um artigo no site Planeta Orgânico que já destacava algumas iniciativas desse porte no Brasil (confira em http://www.planetaorganico.com.br/DaroltMerenda.htm). No artigo citado, o destaque era para leis que proibiam comercialização de bebidas alcoólicas, balas, pirulitos, refrigerantes, salgadinhos, pipocas industrializadas, entre outros alimentos, em determinadas unidades educacionais.

Mas somente agora, em 2009, o Ministério da Educação adotou medida mais rígida. A resolução proíbe a compra de refrigerantes e refrescos artificiais, entre outras bebidas com baixo teor nutricional com o dinheiro do Fundo Nacional de desenvolvimento da Educação (FNDE). A aquisição de enlatados, doces e alimentos com alto teor de sódio fica limitada a até 30% do valor repassado.

O mesmo documento ressalta a importância da alimentação saudável nas escolas. Entre as estratégias para a melhora, estão a implantação de hortas escolares e a inclusão do tema no currículo dos alunos.

Mas o que mais se observa no país são iniciativas locais, como a Lei nº 13.027, aprovada em 2008 no Rio Grande do Sul, que visa a promoção da alimentação saudável em estabelecimentos escolares. A comercialização de bebidas alcoólicas, de alimentos que contenham nutrientes comprovadamente prejudiciais a saúde ou que causem dependência física ou psíquica fica proibida. Outra restrição é a do uso de cartazes publicitários que estimulem a compra de alimentos ricos em açúcares, gorduras e sal. O saudável, por sua vez, deve ter lugar de destaque nos balcões. Soluções semelhantes são achadas em diversas localidades do país.

Todas essas ações são importantes e merecem nosso apoio, mas ainda há algo que nós podemos fazer: começar uma mudança em nós mesmos e em nossa casa. É um processo difícil, pois quem tem filhos sabe como eles se apoderam dessas decisões e muitas vezes estão buscando uma alimentação não saudável por falta de entendimento e pela própria influência do marketing; mas aí é que entra o papel dos pais e educadores: devemos fazer com que eles adotem um estilo que não seria naturalmente escolhido por eles, mas que vise o bem estar e a saúde. Esse é um processo que exige sabedoria, disciplina sem exageros, paciência e oração. Quem ama, disciplina. Certamente não é o caminho mais fácil no curto prazo, mas com certeza vai evitar muitos problemas no futuro. Vale a pena investir no bem mais precioso que temos – as nossas crianças.

M. Pamalani

“Children have never been very good at listening to their elders, but they have never failed to imitate them.” James Arthur Baldwin (American Essayist, Playwright and Novelist, 1924-1987)

 

COMENTÁRIOS DO SITE

 15/09/2014 11:01:57 | Bom dia! Trabalho com empresa Videojet, fabricante de equipamentos datadores, gostaria de agendar uma visita de apresentação sem compromisso, onde poderemos apresentar nossas tecnologias em codificação de produtos Ex:> Data validade/fabricação/cod barras
 Comentado por: Cristina Santos



Deixe uma mensagem sobre o assunto:

Nome completo
E-mail:
Sua opinião:
Preencha o campo ao lado com este texto: blog2009
 


 


 

 

 

 

Artigos

Cozinha do Sítio - Receitas

Dicas

Arquivo

 

  Tags: #MaisAmêndoas #SucodeUvaIntegral #Almond Butter #ProdutosSaudáveis #SaúdeParaSuaFamília #Bebida de Amêndoas  
     
  Copyright © 2017 - Família Pamalani Ltda | Todos os direitos reservados.